Profissionais Móveis

26/02/2008

PDAs e smartphones na volta às aulas [1] - smart pendrive

Hoje iniciarei uma série especial de dicas para estudantes que querem usufruir da mobilidade para fazer sua vida escolar render mais. Ao longo dessa semana postarei sugestões de aplicativos para as mais diversas plataformas e encerrarei com duas ótimas sugestões de gadgets para quem ainda não escolheu um companheiro digital para levar à sala de aula.

1. Transforme seu smartphone em um pendrive

Quando você for às aulas, poderá usar seu PDA / PDAphone para armazenar documentos, trabalhos e material de aula. Basta ativar o modo USB storage e espetá-lo na USB de qualquer PC, que ele será reconhecido como um dispositivo de armazenamento de massa. A vantagem? Bem, num pendrive você não pode ler e visualizar os arquivos quando estiver longe de um computador... em seu smartphone você poderá ver (e editar, se seu aparelho suportar isso) documentos Office, consultar PDFs, imagens e muito mais. Em qualquer lugar.

Aparelhos Symbian da Nokia têm a função de armazenamento nativa. Ao plugar seu Symbian num PC, o aparelho perguntará que função você deseja usar. Basta optar por USB storage. Alguns dispositivos Palm OS têm a função de USB mass storage nativa, mas se esse não for o caso do seu, é possível usar o Card Export para tal. E por fim, se você tem um aparelho Windows Mobile Pro (com tela sensível ao toque), a opção é o aplicativo gratuito WM5torage.

Cartões de memória nunca estiveram tão baratos como agora. O dólar desvalorizado faz do atual momento o ideal para turbinar seu smartphone com mais espaço de armazenamento. É possível encontrar por aí cartões microSD de 2 GB por menos de R$ 100. Se você não tem smartphone, também é possível comprar pendrives de 8 GB por R$ 150 em lojas brasileiras. Aproveitem!

Pesquise preços de: pendrive 8 GB, Nokia N95, cartões de memória

Escrito por Bia Kunze às 14h50

18/02/2008

Os novos usos do GPS

Nokia Maps Nokia Maps

 

Observando as novas tendências em mobilidade mostradas na Mobile World Congress, em Barcelona, vemos que as mais diversas empresas estão de olho nos potenciais dos smartphones com localização geográfica, os GPS. Desde executivos de internet a comerciantes e publicitários.

 

A Nokia disse que quer abolir de vez os jurássicos mapas de papel. Colocando GPS em todos os celulares, a função de posicionamento geográfico deixará de ser meramente para guia de ruas. O novo Maps dará posições ponto a ponto também para pedestres.  A fabricante finlandesa só errou em dizer que foi pioneira nisso. Na verdade o Destinator para PPCs já tem um modo pedestre faz tempo. Mas vá lá, como o Destinator não é online nem interativo, deixamos essa passar... ;)

 

Somando-se os mapas aos sistemas de busca mais inteligentes, otimizados para celulares, temos um sistema útil para praticamente todas as pessoas que circulam pelas cidades. De fato, um dos serviços que mais gosto no meu Nokia é o Search em parceria com a ListaOnline. Junto com o GPS ativado, já me quebrou galhos enormes quando precisei de cabeleireiro e serviços de depilação quando viajo. Também já me ajudou a localizar o pronto-socorro e a clínica radiológica mais próximos depois de incidentes em casa e na rua.

 

A idéia é que os dispositivos com GPS se tornem tão populares como hoje são os que têm câmera embutida. Aliás, as câmeras também serão beneficiadas, pois as fotos geradas virão com geotagging - dados da posição geográfica de onde foram tiradas.

 

Mas a flexibilidade de aplicações online e novas ferramentas de negócios que um sistema desses pode trazer é bem maior. Quem agora está de olho nos potenciais dos smartphones com GPS são os profissionais de marketing. Um dos grandes desafios da publicidade online é trazer anúncios que correspondam mais e mais com os gostos e hábitos do internauta. No caso do internauta móvel, isso pode ser ainda mais customizável, levando para a telinha os anunciantes que estão mais próximos do usuário.

 

Não tarda o dia em que deverei receber no celular anúncios de itens das minhas bandas favoritas, só porque meu dispositivo móvel "sabe" os shows que ando freqüentando. Também poderei receber promoções personalizadas de grandes varejistas, que saberão em quais supermercados, lojas e redes de farmácias eu costumo comprar, ou pelo menos, passar perto...

 

Pesquise preços de: Nokia N95, Nokia 6110 Navigator, celulares com GPS

Escrito por Bia Kunze às 09h24

11/02/2008

SpaceTime, a super calculadora

Como falado no post anterior, opções de calculadoras para Palm e Windows Mobile, emulando calculadoras populares, é o que não faltam. Nenhuma calculadora, porém, supera a SpaceTime.

Para começar, ela não é um emulador. Disponibilizada pela SpaceTime Mathematics, dos desenvolvedores Chris DeSalvo e Stephen DeSalvo, sua engine é fundamentada no MobileCAS, um sistema algébrico que reconhece caracteres e fórmulas matemáticas. Além de fazer cálculos complexos e apresentar uma lista variada de funções, ela possui uma interface gráfica científica com recursos básicos e avançados de álgebra e cálculo.

O melhor de tudo é que ela é programável e personalizável: pode-se comprá-la e excluir alguns pacotes que não sejam necessários, já que ela se encaixa para uma categoria imensa de profissionais: físicos, matemáticos, engenheiros, financistas e estatísticos. E, diferente da maioria das calculadoras tradicionais, ela é toda colorida, gerando gráficos cujas cores e estilos podem ser totalmente customizáveis.

A SpaceTime está disponível para as mais diversas plataformas: PC, Pocket PC (Windows Mobile) e Palm. Atualmente, estão em desenvolvimento versões para smartphones, Mac OS X, iPhone e iPod Touch. Diferente da maioria das calculadoras de bolso, que só faziam gráficos monocromáticos, a SpaceTime é toda colorida. Seus gráficos 2D e 3D, manipuláveis através de zoom ponto a ponto, são um espetáculo à parte, e deles podem ser extraídos pontos de máximo, mínimo etc, tudo de maneira muito iterativa. Até nisso ela é personalizável: ela possibilita mudança de cores e estilos e todos os resultados e gráficos podem ser salvos em arquivos de imagem, separadamente.

O leque de funcionalidades da SpaceTime é enorme. Resolve desde expressões simples, até expressões algébricas, matrizes, determinantes, matrizes inversas, derivadas, integrais e limites. Trabalha com funções estatísticas, fazendo regressão linear, histogramas e probabilidade.

Os screenshots a seguir mostram algumas das mais de 200 funções matemáticas dessa bela calculadora (detalhes aqui). Clique sobre as miniaturas para ampliá-las:

Gráfico 2D Gráfico 2D tela toda Gráfico 2D zeros da função máx e mín Gráfico 2D zeros máx e mín 

Derivadas, integral Expressões aritméticas e algébricas Histograma Limites 

Matriz 3x3 Matriz inversa e determinante Regressão linear Gráfico 3D 

Através de um fórum, os desenvolvedores ficam atentos a discussão dos usuários, bem como sugestões de inclusão de novas funcionalidades. Realmente, a SpaceTime não decepciona. É essencial para todo profissional móvel da área de exatas.

Pesquise preços de: acessórios para Palm, acessórios para Pocket PCs, iPhone

Escrito por Bia Kunze às 22h35

Calculadoras científicas em Palms e Pocket PCs

KK-12C para Palm

Alguém aí ainda carrega calculadoras na pasta? Hoje em dia, mesmo o celular mais simplório traz uma calculadora que executa as 4 operações básicas. Nos PDAs e smartphones é a mesma coisa, porém há a possibilidade de instalar calculadoras mais funcionais e personalizada para cada tipo de usuário. No Garota Sem Fio postei, há algum tempo, algumas calculadoras rápidas, pop-ups, bem práticas, já que você geralmente precisa acionar a calculadora enquanto outro aplicativo está aberto. Uma outra calculadora desse tipo para Palms, que vai além de calcular, e que não citei no referido post, é a Crystal PopUp: além da calculadora, tem cronômetro, bloco de notas, rascunhos e atalhos.

Engenheiros, matemáticos e profissionais de finanças, todavia, preferem calculadoras específicas, indispensáveis em suas profissões. Há uma série delas à venda, sendo a HP 12C uma das mais populares calculadoras financeiras do mercado. Porém, se esses profissionais possuem Palms ou Pocket PCs (Windows Mobile Pro), é bom saber que não é preciso comprar calculadoras à parte. Esses PDAs e smartphones podem rodar os mais diversos emuladores de calculadoras científicas, todas disponíveis na internet para download. De graça ou custando uma fração mínima do valor de uma calculadora tradicional.

Nesse link é possível baixar emuladores do modelos 38/39/40/48/49 e instalá-los em aparelhos Windows Mobile. Funciona em Pocket PC 2002, Windows Mobile 2003 e 5.0 Pro.

Usuários de Palm podem usar a Power48, um superemulador gratuito da HP48 que reproduz fielmente a “cara” desse célebre modelo muito usado por engenheiros e matemáticos. A KK-12C, shareware, é outro emulador que reproduz fielmente o visual da 12C, com recursos extras - por exemplo salvar os dados em sessões. Tudo isso por menos da metade do preço de uma calculadora tradicional!

E aí, ainda vai continuar carregando sua calculadora pesadona na bolsa?

Pesquise preços de: acessórios para Palm, acessórios para Pocket PCs, acessórios para Nokia e Symbian

Escrito por Bia Kunze às 20h34

28/01/2008

Gerenciando feeds com eficiência

Alguns conhecidos meus mantêm 400, 500 ou mais sites de notícias em seus agregadores RSS. Um exagero, pois é impossível manter uma vida produtiva e acompanhar tanta coisa ao mesmo tempo. Foi o que aconteceu comigo. Comecei a me perder no meio de tanta coisa. Desestimulei-me a ler meus feeds com regularidade e notei que notícias de fato relevantes eram negligenciadas.

Fiz uma análise profunda das categorias e subcategorias dos meus feeds e percebi que em mais de 80% do conteúdo baixado eu não passava do título. Depois de uma boa “peneirada”, meus 400 sites favoritos se transformaram em pouco mais de 90, incluindo aí os podcasts que acompanho. Mesmo dentro desta super seleção, em mais da metade dos itens baixados não vou além do título ou resumo. Ou porque não interessa ou porque o resumo já basta.

Hoje, tenho duas contas no Bloglines: uma com esses 90 feeds que acompanho quase diariamente e outra com o restante, mais como um repositório de sites e blogs que gosto e que acesso de vez em quando. A conta principal é sincronizada com o programa Egress no meu Windows Mobile. Eu quase não leio nada no PC: é tudo no smartphone. Pode ser na sala de espera do médico, ou enquanto aguardo meu almoço, ou entre um atendimento e outro no consultório, ou mesmo num congestionamento. Transformei os momentos ociosos em ocasiões altamente produtivas. O resultado foi tão positivo que hoje eu simplesmente me recuso a ler meus RSS sentada no PC, enquanto o sol lá fora me convida para dar umas pedaladas, ou nos fins de semana, quando minhas prioridades são o lazer, a família e os amigos.

Outra decisão que tomei foi abrir mão de baixar posts completos em todos os feeds. Já que mesmo depois de uma seleção VIP a maioria das notícias são descartadas, por que eu baixaria na íntegra coisas que não me interessam? Hoje prefiro feeds resumidos e, em sites de jornais online, apenas o título. Agora economizando muito tempo e banda, mantenho-me atualizada de forma bem mais dinâmica e eficiente. Quando aparece algo que eu realmente quero ler na íntegra, abro o link no browser do meu dispositivo móvel. Ou salvo na minha pasta de “Clippings” no Egress e no Pocket Internet Explorer, para ler no PC mais tarde. No ato do sincronismo, os favoritos do PIE vão automaticamente para a pasta “Mobile Favorites” do Internet Explorer no desktop.

Faça uma análise dos seus feeds. Tenho certeza que sua conclusão não será muito diferente da minha. Ao apenas baixar resumos, você só se dará ao trabalho de abrir textos integrais do que de fato interessa. A economia de tempo é impressionante. Passei a ser muito mais produtiva. Hoje, como escrever faz parte da minha vida tanto quanto atender pacientes, e a leitura diária do que acontece no mundo mobile é essencial para minha atualização, preciso manter foco no que realmente importa. Tempo é dinheiro, ainda mais para profissionais liberais.

O Egress abre o link das notícias dentro do serviço online Skweezer, que faz qualquer página se tornar amigável para as telinhas diminutas de celulares e smartphones. Ainda que você tenha um plano de dados mensal espartano, como 30 ou 50 MB, ler notícias selecionadas em tempo real não consome quase nada. O gerenciamento de tráfego em smartphones é bastante eficiente nos sistemas Palm, Windows Mobile e Symbian. Esqueça essa história de baixar tudo na íntegra, mesmo que você disponha de banda e memória à vontade. O tempo que se perde no meio de tanta informação irrelevante não compensa!

Por fim, mudei o modo de administrar meus podcasts. Não mando mais o Egress baixar os enclosures (anexos) automaticamente em nenhuma ocasião. Mesmo que eu adore determinado podcast, nem todas as edições dele podem interessar. Um exemplo é o feed da CBN, único para todos os comentaristas da emissora, mas eu só ouço metade deles. O mesmo vale para o podcast da Folha, que infelizmente também fornece um feed único, mesmo abordando assuntos tão heterogêneos como a crise no oriente médio e a cobertura do Big Brother...

Hoje, o NewsGator é um dos gerenciadores de feeds mais eficientes que conheço. Você pode ler seus RSS no Outlook, no Windows Mobile ou online, via browser. O que já leu, está marcado como lido. Nada está marcado como "novo" se você já leu em outro lugar e sua pasta de "clippings" é sincronizada. E o melhor, é gratuito. Outra opção legal e gratuita é o TopStory, que tem versões para Windows Mobile, Symbian e Palm OS. Entre as opções pagas, gosto muito do Egress, meu aplicativo de escolha para Windows Mobile, do Resco News para Symbian s60 e do Quick News para Palm OS.

Mas você não precisa de um aplicativo só para RSS em seu smartphone, a não ser que você pretenda fazer leitura offline. Tanto Bloglines como Google Reader podem ser acessados diretamente no browser de seu dispositivo móvel, basta que você esteja conectado.

Pesquise preços de: HTC S711, MotoQ, Nokia N95

Escrito por Bia Kunze às 13h14

14/01/2008

QWERTY: prós e contras

HTC TyTN II

Na foto: HTC TyTN II, aparelho super completo, com teclado QWERTY, tela sensível ao toque, wi-fi, 3G e GPS.

Eis os prós e contras dos aparelhos com teclado QWERTY, representados por modelos como o Symbian da Nokia, Windows Mobile Standard e Blackberry.

Prós:

  • São menores, mais leves e de transporte mais fácil. Alguns modelos, como o HTC S711, não têm o formato e o tamanho muito diferente de um celular normal, cabendo em qualquer bolso.
  • Ainda que não sejam tão incrementados como os aparelhos touchscreen, os smartphones sem tela sensível ao toque também trazem funções de PDA, como e-mails, navegação na internet e instalação de programas, além das funções PIM (calendário, contatos e tarefas) sincronizáveis com o desktop.
  • Simplicidade de uso: smartphones são, antes de tudo, celulares. Já os aparelhos touchscreen são, antes de tudo, computadores de mão - a telefonia está em segunda instância. Os programas nativos dos aparelhos touchscreen são bem mais simples, priorizam o uso intuitivo e podem ser gerenciados com uma mão só.
  • Os aparelhos sem tela sensível ao toque são razoavelmente mais baratos que os touchscreen.


Contras:

  • Telas menores são mais difíceis de ler. Os aparelhos sem tela sensível ao toque costumam ser menores, exceto os modelos E61, E61i e E62 da Nokia, que, em contrapartida, são bem largos. Se sua visão de perto é boa, o tamanho da tela não fará diferença.
  • Os aparelhos sem touchscreen costumam vir com versões do Office que permitem apenas visualizar os documentos. A exceção fica por conta do sistema WM6, que permite também a edição, tanto em aparelhos com ou sem tela sensível. Mesmo assim, as funções de edição num aparelho sem tela sensível são bastante reduzidas.
  • Quanto menor o dispositivo, menor o tamanho dos botões. Se você tem mãos grandes e dedos grossos, e, por isso mesmo é um pouco desajeitado com smartphones, prefira os modelos com teclado deslizante, cujas teclas são bem maiores.
  • Ainda que o teclado embutido seja confortável, ha um limite para se escrever nele. Textos e e-mails longos são tarefas muito cansativas. Se você pretende escrever bastante, prefira um aparelho que permita o uso de teclados bluetooth externos como acessório.

Pesquise preços de: HTC S711, MotoQ, Nokia N95

Escrito por Bia Kunze às 11h40

Touchscreen: prós e contras

iPhone e HTC Touch

Na foto: iPhone (à frente) e HTC Touch, dois modelos com interface touchscreen, sem qualquer teclado físico.

A seguir, os prós e contras dos PDAs e smartphones com tela sensível ao toque, representados pelo Pocket PCs e Windows Mobile Professional. 

Prós:

  • A tela sensível ao toque é bem fácil de manipular: clica-se direto em cima dos botões e menus, com o dedo ou uma canetinha stylus.
  • Os aparelhos touchscreen também tendem a ser mais poderosos e ter mais funções.
  • Por ser um sistema operacional com mais tempo de mercado (desde 2001, pelo menos)  há mais softwares disponíveis para dispositivos com tela sensível ao toque.
  • Versatilidade na entrada de dados: o teclado QWERTY nos aparelhos touchscreen é virtual, mas pode-se escrever direto na tela de outras maneiras: em letras de forma, ou usando escrita cursiva, ou em blocos. E ainda dá para instalar aplicativos de terceiros que customizam teclados, criam novos e os complementam com dicionários.

Contras:

  • Em geral, para manusear, precisam das duas mãos livres e da canetinha. Mas para isso é preciso ter as duas mãos livres. A única exceção fica por conta do HTC Touch (além de seus "irmãos" Touch Dual e Touch Cruise), que, graças a interface TouchFLO, fornece acesso fácil as principais funções do aparelho com o toque e o deslizar dos dedos. Mesmo o teclado virtual: na versão brasileira do Touch, ele foi todo redesenhado e pode ser facilmente usado sem a canetinha.
  • Os dispositivos touchscreen tendem a ser maiores e mais pesados.
  • Menor autonomia de bateria: por causa de processasdores mais poderosos, das funções extras e das telas maiores e sensíveis, o gasto de energia é maior. Mesmo com baterias de alta capacidade, é preciso recarregar os aparelhos mais vezes.
  • Graças ao hardware mais poderoso e das telas grandes e sensíveis, aparelhos touchscreen costumam ser mais caros. Alguns aparelhos Windows Mobile, como o Qtek 9100 e o TyTN II, apresentam, além da tela sensível, um teclado QWERTY deslizante. Isso os torna mais completos, e, por isso mesmo, mais caros ainda. O CheckMate, da ELEF, e os Treo, da Palm, também apresentam tanto o teclado QWERTY quanto a tela sensível ao toque.

Pesquise preços de: HTC TyTN II, HTC Touch, Palm Treo

Escrito por Bia Kunze às 11h37

Touchscreen ou QWERTY?

publiquei aqui um tutorial ensinando a escolher seu smartphone. Resolvi agora complementar com uma análise dos prós e contras da característica que é a maior fonte de dúvidas dos leitores: touchscreen ou QWERTY?

Há 2 tipos de aparelhos smartphones: os que apresentam tela sensível ao toque ("touchscreen") e os que não apresentam essa tela. Os aparelhos que não têm tela sensível ao toque vêm com teclado físico que pode ser alfanumérico (esse dos celulares convencionais) ou com o chamado “teclado QWERTY” - aquele com um botão para cada letra, diferente dos alfanuméricos de celulares convencionais. Isso acontece com aparelhos Windows Mobile Standard , Symbian e Blackberry. A presença da tela sensível ao toque ou do teclado QWERTY determinará como o aparelho será controlado - tocando direto na tela ou pressionando botões num teclado físico. Isso também determina o tamanho do dispositivo: em geral, os Windows Mobile com touchscreen tendem a ser maiores, pois precisam de uma tela maior.

Há outras diferenças importantes entre aparelhos com os dois tipos de tela. É preciso saber os prós e contras de cada uma antes de fazer sua escolha. O conforto de uso é fundamental para definir uma escolha acertada. Por isso, experimente você mesmo antes de comprar - vá em lojas e mexa nos aparelhos dos amigos. O que pode servir para uma pessoa pode não ser adequado à outra.

A seguir, publicarei os prós e contras de cada tipo de interface.

Pesquise preços de: HTC S711, HTC Touch, Nokia N95

Escrito por Bia Kunze às 11h32

19/11/2007

As reais vantagens do 3G para profissionais móveis

O assunto do momento é a chegada das redes 3G no Brasil. E você, que já é um profissional móvel, deve estar se perguntando: "Devo aderir? Quais as reais vantagens dessa novidade para mim? O que eu ganho migrando para essa nova tecnologia?"


Até agora, a Vivo era a única operadora a oferecer uma rede de dados de alta velocidade no Brasil. Não dá para dizer que era um 3G "de verdade", já que a rede CDMA usa o protocolo EVDO, restrito a menos de 30 municípos brasileiros.


A novidade significa, na prática, que agora as operadoras GSM (bem mais difundidas e financeiramente acessíveis) também contarão com redes de alta velocidade. Até então, chamava-se o EDGE de 2,5G, o que é pretensioso demais. Minha experiência de usuária dessa tecnologia "desde os primóridios" é que, na prática diária, a velocidade EDGE oscila, Brasil afora, em torno de 50 kbps. A própria Vivo está investindo sem parar em sua nova rede GSM e está mais do que interessada em levar a novidade Brasil adentro.


Embora a "imagem" do 3G que vai ser vendida por aí é a de áudio e vídeo em celulares, as possibilidades que o novo serviço está trazendo vão muito além disso.


A primeira grande vantagem das redes 3G é que teremos mais municípios cobertos por redes celulares de alta velocidade. Uma das exigências do edital de leilão das bandas de frequência para exploração do 3G é que as empresas serão obrigadas a cobrir todos os municípios com mais de 30 mil habitantes da área em que adquirirem espectro, até 2 anos após a assinatura dos contratos.


Muitas cidades sequer contam com banda larga hoje. E nem precisa ir para o interiorzão do Brasil. A região metropolitana das grandes capitais padece há anos por causa dessa carência. Muitos comerciantes de Araucária, na região metropolitana de Curitiba, se queixam há pelo menos 3 anos com a Brasil Telecom, que deliberadamente ignora a solicitação de serviço ADSL. Outras empresas, como a Telefonica, agem da mesma maneira, alegando que suas metas com a Anatel já foram cumpridas.


Outros grandes beneficiados das novas redes 3G serão os pecuaristas e agricultores. Há alguns anos vi veterinários em SC vacinando rebanhos e produzindo relatórios online em tempo real em notebooks para os administradores das fazendas. A automatização em massa dos setores primários no interior do Brasil enfim se tornará realidade, graças à mobilidade!


De um modo geral, as atuais redes de dados permitem que profissionais liberais, empresários e executivos gerenciem e-mails e finanças remotamente, a partir de smartphones. Mas manipular anexos de emails pesados sempre foi um suplício. Engenheiros, arquitetos e publicitários são as categorias profissionais que mais demandam redes robustas para o gerenciamento de seu trabalho, já que arquivos gráficos são rotina em seu dia-a-dia. Profissionais da área de vendas também terão seu trabalho otimizado, o que traz benefícios imediatos em produtividade e nos ganhos. As redes VoIP também sairão dos escritórios para valer.


Mas em nenhuma área o impacto das redes de alta velocidade será tão grande quanto na área da comunicação.


Nokia e Reuter estão trabalhando em parceria no desenvolvimento de um projeto de jornalismo móvel que revolucionará a maneira como os repórteres trabalharão na rua ou em lugares inóspitos.

O mobile journalism kit – um conjunto de aparelhos e acessórios para jornalistas que trabalham em campo e precisam publicar ou mandar seu material para redações com extrema urgência – traz tudo o que os jornalistas precisam pata desempenhar seu trabalho nas regiões mais distantes do mundo.


A iniciativa começou há apenas dois meses, com jornalistas da Reuters já usando o kit para escrever matérias e produzir e editar material em áudio e vídeo com ótima qualidade, sem ter que retornar a escritórios ou estúdios logo em seguida. Os testes já envolveram a cobertura da semana de moda de Nova York, do festival de Edimburgo e das primárias das eleições presidenciais norte-americanas.


O kit é composto por um smartphone Nokia N95, com tecnologia sem fio integrada, GPS e câmera de 5 megapixels que também filma com qualidade de DVD, além de alguns acessórios: um teclado sem fios, que usa a tecnologia Bluetooth, e proporciona experiência de digitação igual à de um computador padrão, um tripé, um microfone direcional da Sony com um adaptador especial da Nokia para encaixar no N95, e, finalmente, um carregador à base de energia solar Power Monkeys, que foi especialmente útil para as primeiras atividades em campo no Senegal.



A Nokia transmitiu por webcast, semana passada, o lançamento do seu novo aparelho N82 através de uma transmissão gerada pelos próprios N82


A mobilidade fará uma segunda revolução no jornalismo. A primeira foi vivida com o advento da internet, que, embora tenha trazido mais agilidade às notícias, para alguns críticos foi nociva por ter “prendido” profissionais de todos os veículos aos computadores das redações. Graças à tecnologia móvel, os jornalistas voltarão para onde nunca deveriam ter saído: a rua.


* * *


O UOL já aproveitou a oportunidade e lançou um portal multimídia para celulares 3G. Mas isso ainda é o começo. Os leilões sequer começaram: a rede 3G de 850 MHz da Claro nada mais é que um upgrade da rede TDMA existente, que estava ociosa. Mas já é um aperitivo. No meu blog Garota Sem Fio estarei acompanhando o progresso dos novos serviços no país e os lançamentos de aparelhos - detalhes dessa fase inicial, aqui.


Sou uma grande entusiasta das redes 3G e, mais ainda, das redes WiMax, que aqui são puro sonho. Não acredito em outra forma de se levar desenvolvimento, educação e informação a todos os cantos desse país imenso!



Pesquise preços de: HTC S711, HTC Touch, Nokia N95
Escrito por Bia Kunze às 12h12

30/10/2007

Retomando o blog

Peço desculpas aos leitores pela longa ausência aqui no Profissionais Móveis, mas com minha mudança para São Paulo e a reformulação do Garota Sem Fio (layout novo para blog, podcast e estréia de videocast) meu tempo ficou curtíssimo e tive que selecionar prioridades. Mas a boa notícia é que semana que vem ele retornará, e com novidades.

Com a chegada oficial dos patrocinadores para meus blogs na internet, passarei a promover eventos, palestras e encontros para as mais diversas categorias profissionais que usam a tecnologia móvel em sua rotina de trabalho, em várias cidades do país. Para ficar por dentro do que vai rolar, sugiro que acompanhem nossa lista de discussão, a Mundo Sem Fio, que já passa de 2.000 membros.

Em breve será inaugurado também meu espaço na Revista Windows Vista, uma coluna sobre mobilidade, é claro.

Tem mais novidade vindo por aí, mas irei com calma... uma coisa de cada vez!

Semana que vem estarei de volta aqui no PM. Beijocas sem fio a todos!
Escrito por Bia Kunze às 09h10

26/04/2007

Tutorial: como escolher seu smartphone, parte III

1.6. Há outros sistemas, menos utilizados, quais são?

O Motorola A1200i apresenta um sistema operacional próprio, baseado em código aberto, que foi desenvolvido e fechado pela Motorola. Em tese, o A1200i é um aparelho smartphone, pois apresenta funções tanto de celular como de PDA. Porém não é possível instalar programas na plataforma, já que o sistema é fechado. Assim, é preciso estar bem por dentro das funções nativas do aparelho e ver se ela preencherá as suas necessidades de uso.

Também há os Symbian série UIQ, que, ao contrário dos Symbian série 60, apresenta tela sensível ao toque. É um sistema mais menos disseminado, presente em alguns aparelhos da Sony Ericsson, como P800, P900, P910 entre outros. Mas há uma base menor de programas disponíveis. Softwares para série 60 não funcionam em UIQ.

Os aparelhos Blackberry, da empresa RIM (Research In Motion), são smartphones mas é difícil categorizá-los como PDAphones. É o aparelho preferido por executivos e profissionais que vivem e dependem de e-mails, navegação e comunicação instantânea, mas nunca foram muito além disso. Seu ponto forte é a chamada tecnologia Push e a ligação em tempo integral com servidores Exchange, plataforma muito usada em ambientes corporativos. O profissional tem acesso em tempo real e direto com seus dados de agenda, contatos e e-mails, 100% do tempo. A notificação da chegada de e-mails é feita imediatamente quando eles chegam no servidor - ao contrário dos nossos programas convencionais de e-mail, que fazem checagem de novas mensagens com uma periodicidade pré-definida. Mais recentemente começaram a sair os primeiros Blackberry com multimídia e a base de softwares fora do escopo e-mail / navegação está começando a aumentar.


2. FUNCIONALIDADES

2.1 O aparelho precisa ter wi-fi? No que é diferente de navegar pelo aparelho usando a internet da própria operadora celular?

Aparelhos que vêm com wi-fi podem fazer uma grande diferença para uns como ser irrelevantes para outros. Com o wi-fi é possível acessar a internet sem fios nos chamados pontos de acesso (hotspots) espalhados pela cidade. Esses hostspots hoje são bastante comuns em aeroportos, hotéis, bares e cafés. Normalmente esse acesso é pago por hora, dia ou mês - nesse caso, através de uma assinatura. Além dos hotspots públucos, você pode ter sua própria rede sem fio em casa ou no trabalho e acessá-la em seu smartphone.

2.2 Browser, e-mails e RSS

Os aparelhos Windows Mobile apresentam uma versão "pocket" do Internet Explorer. Dá para visualizar bem as páginas, aumentar ou diminuir o tamanho das fontes, dar zoom, salvar imagens. Porém, não é possível ir muito além disso. Para acessar lojas virtuais, sites bancários, por exemplo, pode ser necessário instalar navegadores mais poderosos, de terceiros, como Opera e NetFront - ambos pagos. Mas cada banco tem sistemáticas operacionais próprias, e o browser que funciona em um determinado banco pode não funcionar em outro.

Os aparelhos Symbian mais novos (série E e N) são os que apresentam, hoje, os melhores browser nativos entre todos os smartphones. O Blazer, presente nos aparelhos Palm OS, é o mais fraquinho da turma, e com menor grau de fidelidade no layout das páginas. Infelizmente, para Palm OS, não há navegadores de terceiros para suprir essa deficiência.

Nos programas de e-mail, vale o mesmo princípio. Em geral os programas nativos são mais fraquinhos, principalmente nos Symbian série N e nos Palms. Os Symbian série E, por ter foco profissional, tem programas nativos de e-mail, navegador e RSS bastante razoáveis. São os únicos hoje com bom leitor nativo de RSS.

Nesses três quesitos, o Blackberry ainda é imbatível. Em todos os outros sistemas operacionais, há excelentes complementos mais poderosos para todas essas atividades, todos pagos à parte.

2.3. Aparelhos para música e vídeos

Na hora de ouvir música, não basta verificar se o aparelho reproduz MP3. Isso todos fazem, com qualidade razoável. É preciso verificar o tipo de fone que usam, como é a saída de áudio e, principalmente, ver se a interface é amigável e prioriza multimídia. Quem quer um bom tocador e pretende ouvir muita música em seu aparelho convergente deve considerar tudo isso.

Já câmera em celular é um assunto controverso e grande maioria deixa muito a desejar. Quem quer a melhor experiência possível com câmera para fotos e vídeos deve procurar aparelhos como o N73 e o N93.

(continua no próximo post)

Escrito por Bia Kunze às 17h18

25/04/2007

Tutorial: como escolher seu smartphone, parte II

1.4. E o Symbian? O que é e a quem se destina?

O Symbian foi o primeiro sistema usado em celulares inteligentes, e hoje é o mais popular e disseminado, mundialmente com a maior base de usuários.

São aparelhos sem tela sensível ao toque, voltados para quem prefere smartphones mais com jeitão de celular, com bom suporte a serviços de voz, mas que também permitem que se instalem programas próprios para a plataforma, transformando-os em ótimas opções também para quem deseja funções de PDA, mas em segundo plano.

Os Symbian hoje são representados principalmente por duas séries da Nokia, a "N" e a "E". A série N tem aparelhos mais convencionais, mais com cara de celular, inclusive com teclado numérico normal. São smartphones com maior apelo multimídia, como o N80, N73, N91, N93, entre outros. Já a série E é representada por aparelhos com maior ênfase em produtividade e uso corporativo, como o E61 e E62, que apresentam teclado QWERTY e não têm câmera.

Há ainda uma terceira série da Nokia, a série 60, a mais antiga e tradicional, que foi quem a consagrou. As categorias N e E são bem mais recentes. Por isso mesmo a série 60 está sendo deixada um pouco de lado e deverá ser, aos poucos, descontinuada. Mas é a série que ainda apresenta o maior número de softwares disponíveis. Alguns exemplos de Symbian série 60 são os modelos 6600, 7610, 7650, 6681, entre outros.

Na realidade, a base de softwares Symbian é a mesma, porém cada programa apresenta versões específicas para série 60, N e E. Algumas vezes, um mesmo programa pode funcionar num aparelho série N mas não rodar em série 60 e vice-versa. É preciso ficar bem atento a isso na hora de caçar programinhas pela internet.

1.5. O sistema operacional que uso no meu PC ou notebook pode inflenciar na escolha do meu smartphone?

Sim, por questões de compatibilidade. É preciso lembrar que os dados de seu smartphone, bem como os programas instalados, são gerenciados por um aplicativo que vem junto com o aparelho: ActiveSync nos Windows Mobile, HotSync nos Palms e Nokia PC Suite nos Symbian da Nokia. O Windows Mobile exige o Outlook para gerenciamento e sincronismo dos seus dados de agenda, contatos, tarefas, notas e e-mails, e isso pode se tornar um problema para quem não tem Windows no PC. É até possível usar Windows Mobile em Macs e Linux, porém isso exige soluções de terceiros e conhecimentos avançados de informática para a configuração. E, mesmo assim, podem não funcionar tão bem quanto funcionariam no Windows dos PCs.

Aparelhos rodando Palm OS se saem bem em todos os sistemas, seja Windows, Mac OS ou Linux, com boas soluções de software de gerenciamento e sincronismo para cada um, funcionando bem com todos. O mesmo acontece com os aparelhos Symbian, que usa a plataforma iSync para esse tipo de interação.

** E aí, já dá para ter uma idéia do que você quer? Amanhã, no capítulo 2 desse tutorial, falarei das funcionalidades e detalhes técnicos cruciais na escolha do seu smartphone, abordando também o Blackberry, que é um sistema diferente dos que foram citados hoje.

Escrito por Bia Kunze às 08h42

Tutorial: como escolher seu smartphone, parte I

Hoje inicio uma série de tutoriais que irão ajudá-lo a escolher seu smartphone, baseando-se em seus gostos, usos, necessidades e orçamento. É uma requisição antiga dos leitores do Garota Sem Fio, e sempre recebo enxurradas de e-mails com pedidos de ajuda. Portanto, resolvi elaborar esse tutorial usando uma linguagem bastante acessível, voltada para leigos no assunto.

Nessa primeira parte, você conhecerá um pouquinho sobre os principais sistemas operacionais disponíveis e quais as vantagens e características de cada um, além de compreender qual o perfil de cada sistema dos modelos à venda no Brasil.

CAPÍTULO 1. SISTEMAS OPERACIONAIS

1.1. Devo escolher um PDA que também é telefone ou um telefone que também é PDA?

A pergunta pode parecer irrelevante, mas na realidade é o ponto de partida para a escolha do seu aparelho. O melhor dos dois mundos ainda é ter, separadamente, um celular e um PDA ambos top de linha. Mas se você quer convergência, precisará definir prioridades. Você deseja um aparelho que tenha as funções de telefonia mais elaboradas, como configuração de perfis, criação de filtros para chamadas, seja menor, mais leve e com o tamnho mais próximo possível de um celular convencional? Ou você prefere um aparelho que tenha as funções de PDA mais aprimoradas, como tela sensível ao toque, editor de documentos Office, banco de dados e um vasto acervo de softwares disponíveis na internet, para instalar nele e transformá-lo num computadorzinho poderoso?

Se você escolheu a primeira opção, deve partir para aparelhos Symbian (como os Nokia das séries E ou N) ou Windows Mobile for Smartphones (como o MotoQ ou Samsung i321, e que se chama, na nova versão recém-anunciada pela Microsoft, Windows Mobile 6 Standard). Os dois sistemas têm aparelhos mais próximos de celulares que PDAs, sem abrir mão de navegabilidade em internet e e-mails, ponto-chave de qualquer usuário de smartphone hoje.

1.2. Existem 2 tipos de Windows Mobile? Qual a diferença entre eles? Eles são o mesmo sistema que existem nos PCs e notebooks?

"Windows Mobile" e "Windows (XP, Vista, etc)" são sistemas completamente diferentes, programas de um não servem no outro. Por um motivo simples: um é para celular, outro é para PC! Em comum, apenas o nome e a interface, pois são produzidos pela Microsoft. A idéia é que o usuário habituado com o Windows no PC reproduza a experiência no Windows "móvel" do smartphone, usando menu Iniciar, configurando o sistema e abrindo e fechando programas de maneira parecida. Daí os nomes.

É verdade que existem 2 tipos de Windows Mobile, e é preciso ficar atento a esse detalhe. Hoje todos os aparelhos novos no mercado vêm com a versão Windows Mobile 5, mas existem dois tipos de Windows Mobile: o Windows Mobile for Smartphones e o Windows Mobile Pocket PC, ou simplesmente Windows Mobile 5 mesmo. São sistemas diferentes, os programas disponíveis para um não servem no outro. Apesar de usarmos o termo "smartphone" para qualquer celular que é mais espertinho, o termo técnico correto é para designar aparelhos rodando um sistema operacional que não tem tela sensível ao toque. Os aparelhos que têm tela sensível ao toque são tecnicamente designados de PDAphones.

Os aparelhos Windows Mobile for Smartphones, representados pelo MotoQ ou Samsung i321, têm um sistema operacional mais enxuto, são mais simples e intuitivos e prezam as funções mais básicas de e-mail, navegação, gerenciamento de contatos, agenda etc. Não permitem editar documentos do Office. E, justamente por não terem tela sensível ao toque, possuem um tecladinho QWERTY (aquele que tem uma tecla para cada letra do alfabeto) no lugar da tradicional canetinha.

Já os Windows Mobile "normais" têm tela sensível ao toque e são o mesmo sistema presente em PDAs convencionais, sem função de celular, como os iPAQs da HP e os Axim da Dell. Os PDAphones Windows Mobile são representados principalemente pelas linhas Qtek (hoje chamados simplesmente de HTC, nome da fabricante) e E-TEN. Todos usam a mesma base de programas disponíveis para Pocket PCs, que hoje conta com um acervo bem grande e variado. Recentemente a Microsoft anunciou o sistema Windows Mobile 6, e a versão smartphones foi batizada de "Standard" e a versão "Pocket PC" de "Professional". Os primeiros modelos rodando esse sistema estão sendo lançados no exterior agora, sem previsão de chegada no Brasil. Não há diferença significativa para a versão 5, que não ficará obsoleta tão cedo.

1.3. Se eu quero um aparelho que seja também um computador de mão bem poderoso, que sistema devo escolher?

Nesse caso, há duas opções de PDAphones: com Palm OS ou com Windows Mobile tradicional, com tela sensível ao toque. Como dito antes, esses Windows Mobile são representados pelos Qtek, E-TEN e HTC. Os PDAs com Palm OS são representandos pela popular linha Treo. O Treo 650 é o mais conhecido mas já foi descontinuado e substituído pelo 680. No exterior há outros modelos, como o 750, 755, etc. O Palm OS do Treo 650 e 680 é o mesmo que vem nos Palms comuns, como o Tungsten E2, TX, Zire 72 e LifeDrive. Os softwares são os mesmos para todos, e é isso que tornou o Treo tão famoso e popular: os Palms estão no mercado há 10 anos, conquistaram uma legião de fãs fiéis e possuem uma biblioteca de softs imensa. Quem se habituou com os Palms e, na hora de escolher um PDA híbrido com celular preferiu ficar com o mesmo sistema, partiu para o Treo.

Contudo, o Palm OS não sofre atualizações há pelo menos 3 anos. A própria Palm o descontinuou e está trabalhando num outro sistema operacional completamente diferente, baseado em Linux. Usuários mais exigentes, que querem ambiente multitarefa (ter vários programas abertos ao mesmo tempo) e VoIP pelo Skype, solicitações relativamente comuns, podem se decepcionar com o Palm OS.

Mais recentemente a Palm lançou um Treo rodando Windows Mobile, o Treo 700wx. Ele tem tela sensível ao toque, mas de 320 x 320 pixels (quadrada) ao invés dos habituais 320 pixels de altura por 240 pixels de largura dos Windows Mobile. É preciso ficar bem atento a isso na hora de baixar softwares na internet, os do Treo 700wx são diferentes.

(continua no próximo post)

Escrito por Bia Kunze às 08h39

18/04/2007

Clientes em qualquer lugar e a qualquer hora

Banco de Dados

Um banco de dados de clientes, bem organizado e sempre acessível, é o "pulmão" das atividades de qualquer profissional liberal. E, para os profissionais que têm um PDA, os dados podem ser acessados a qualquer hora e em qualquer lugar.

Ainda que você utilize o aplicativos Contatos nativo do seu dispositivo móvel, criando uma categoria à parte chamada "Clientes" ou "Pacientes", essa não é a melhor forma de gerenciar sua clientela, pois as opções de gerenciamento são muito limitadas. Usando um aplicativo específico de banco de dados, você pode personalizar os campos, usar imagens, gerar relatórios, estatísticas e até acompanhamento de projetos.

O meu programa de escolha é o Handbase (análise completa aqui), disponível para Palm, Windows Mobile e Symbian. O mais legal é que, se um dia você trocar de sistema operacional, seus bancos de dados funcionarão perfeitamente. A base de dados é a mesma para qualquer sistema operacional. Instalei o HandBase no meu Qtek, que roda Windows Mobile, e num Palm, para testar. A base de dados de meus pacientes funcionou redondinha em ambos!

Além dos dados de clientes, é possível criar bancos de dados de livros, DVDs, trabalhos, projetos, contas a pagar, receitas culinárias e usar referências prontas, como guias medicamentosos. Tudo sincronizável com o computador de mesa.

 

Mesmo dentro de cada plataforma, existem várias versões do programa, com funções e preços diferenciados. A mais básica não permite criar formulários nem manipular arquivos do Access. Recomendo a Professional, que é a que eu estou usando e permite um sincronismo perfeito com o desktop, além de manipular seus dados tanto ali como no PDA. Mas quando se fala em desktop, é Windows. Quem usa Mac só encontra versão compatível se o PDA for Palm OS.

O software tem um sistema inteligente de geração de listas, relatórios e estatísticas. Gosto muito de fazer pesquisas, para saber quais pacientes estão na época de serem chamados para retorno, quais ainda estão em débito, quais os honorários que tenho recebido, além de acompanhar quantos pacientes tenho atendido por dia / mês / ano.

Agenda móvel

A secretária, braço-direito dos profissionais liberais, geralmente é a pessoa que está sempre ao telefone e controla a agenda de pacientes ou clientes. Nem sempre o profissional está em seu consultório ou escritório, mas gostaria de ter a agenda atualizada sempre, sem ter que ligar toda hora para a secretária. O Google Calendar é a melhor opção para esses casos: trata-se de uma agenda online simples, intuitiva e completa. Pode ser acessada a partir de qualquer navegador, em qualquer computador.

O melhor de tudo é que o profissional pode ter várias "agendas" num só calendário, categorizando-as: "pessoal", "pacientes", "cursos", e disponibilizar somente a de "clientes" para a secretária visualizar, preservando sua privacidade. 

Se o profissional está distante tanto de seu consultório como de qualquer computador, mas tiver um smartphone rodando Windows Mobile, ele pode usar um software chamado GMobileSync. Esse aplicativo sincroniza o calendário nativo com sua conta no Google Calendar, podendo visualizar as alterações mais recentes. Dá até para dispensar o Outlook para sempre! Sem dúvida, um aplicativo importante para uma perfeita integração de agenda entre a secretária e o profissional. O GMobileSync está disponível em duas versões, uma para Windows Mobile Pocket PC (como os iPaq, Dell Axim e Qtek) e outra para a versão sem tela sensível ao toque (MotoQ, Samsung i321). Para outros tipos de PDA ou smartphone, como Palm, Symbian ou Blackberry, sugiro o GCalSync.

Pesquise preços de: Qtek 9100, Palm Treo, Nokia E61

Escrito por Bia Kunze às 09h19

11/04/2007

Dicas de segurança para o profissional móvel não chamar a atenção de gatunos

É uma faca de dois gumes: os gatunos estão à solta por aí, não há como evitá-los, mas você precisa do seu equipamento móvel para trabalhar. Adotar as dicas a seguir não significam que você estará livre de criminosos, mas contribuirão para que você não chame a atenção deles. Entre uma pessoa prevenida e outra distraída, os gatunos preferirão sempre aquelas que "dão mole". Então, não custa nada estar por dentro de algumas pequenas dicas de segurança:

- Andar na rua com foninhos brancos de iPod? Nem pensar! Mas não são só os iPods que estão na mira dos gatunos. Fones da linha walkman, da Sony Ericsson, também são bonitos e chamam a atenção. Enquanto estiver andando na rua, use um fone convencional, preto, preferencialmente sem marcas visíveis. Pela marca, o ladrão pode saber se você carrega um iPod, um celular ou um discman. Igualmente evite sacar seu MP3 player em público, e mantenha-o bem escondido. Passe os fios por dentro da roupa para que também fiquem menos visíveis.

- Celulares topo de linha também chamam a atenção. Atender uma chamada num local público movimentado é pedir para ser assaltado. Prefira os fones, em especial os bluetooth, que ficam na orelha e funcionam sem fios. Suas mãos estarão livres, seu celular continuará escondido e seguro. O pior que pode acontecer é acharem que você é meio biruta, já que "fala sozinho" na rua. Antes louco que vítima...

- Prefira fones bluetooth discretos, de cor próxima à do seu cabelo. Moças de cabelos longos podem facilmente deixá-lo mais escondido. Alguns fones funcionam com luzes azuis escandalosas piscando quando em modo stand-by. A maioria desses fones permite que essa luz seja desativada, faça isso para não chamar a atenção.

- Já dizia sua avozinha: não carregue todos os ovos numa única cesta. Ainda que você esteja de bolsa ou mochila, distribua seus dispositivos em lugares diferentes. Carteira de documentos escondida dentro da jaqueta, celular no bolso da camisa, MP3 player no bolso da calça... se o pior acontecer, o prejuízo será menor.

- A carteira do seu PDA é a mesma onde você leva seus documentos e dinheiro? Vale o mesmo princípio da cesta de ovos. Se você for vítima de um batedor de carteiras, ainda que não haja dinheiro algum, o ladrão ficará muito feliz por levar "de brinde" um computador de mão.

- Você ainda anda com aquelas pastas e malas próprias para notebooks? Se nunca foi assaltado, é porque é um sortudo. Mas não conte sempre com a sorte. Jamais use esse tipo de pasta na rua, aeroportos, taxis, transportes públicos etc.

- As bolsas e mochilas para notebook hoje são bonitas e disfarçam bem o conteúdo. Mas os ladrões, que não são bobos, já sacaram que o negócio é olhar a marca da mochila. Se ela for Targus ou Samsonite e estiver gordinha, mesmo que você não carregue nenhum notebook dentro, está pedindo para ser vítima de bandidos. Mochilas caras e sofisticadas também chamam a atenção por si só. Prefira marcas mais comuns, ou melhor, as que não tem marca nenhuma. Evite também carregar muitos acessórios, expondo uma mochila evidentemente "cheia".

- Seja racional na hora de carregar seus gadgets por aí. Será que você vai precisar de tudo aquilo mesmo?

- Uma boa opção é usar "gloves", ou "luvas" para notebooks. O computador é guardado dentro dela, e, assim, fica mais fácil transportá-la em qualquer mochila, bolsa ou mesmo na mão, sem chamar a atenção, parecendo uma pasta comum.

- No carro, jamais deixe bolsas, pastas ou mochilas no banco do passageiro. Nem com a famigerada "bolsa do ladrão", que nada mais faz do que atrair o assaltante. Coloque tudo no banco de trás do carro. E invista em películas nos vidros.

- Um som automotivo legal pode ser motivo de prazer ou medo. Se você tem um CD player antigo, pode simplesmente mandar puxar um cabo auxiliar do seu som comum e ligá-lo num MP3 player portátil. É um serviço barato e não trará tanta dor caso um dia seu carro seja levado.

- No seu PDA ou smartphone, ative o modo bloqueio (lock) com senha, automático, após um tempo pré-definido. O PDA fica bloqueado por senha, apenas com nome e telefone do proprietário visíveis. Já recuperei um PDA dessa forma. No campo "telefone", pode parecer óbvio, mas não coloque o número do próprio aparelho. Coloque um em que você possa ser localizado facilmente caso o recuperem. Já recuperei um PDA roubado assim.

- Como bem disse o Rodrigo Toledo em seu blog, gente que anda de terno com mochila nas costas obviamente carrega notebook. Se você é obrigado a andar de terno, procure adotar um PDA e um teclado para suas atividades rotineiras e deixe o notebook para locais seguros.

- Para os donos de aparelhos GSM: o código PIN é um código de segurança para que terceiros não usem sua linha celular. Troque o código padrão da operadora e faça com que o chip sempre peça a senha na hora de ligar o aparelho. Alguns celulares também podem ser configurados para pedir senha caso seja trocado o chip.

- Se você é obrigado a carregar seu notebook (ou outros equipamentos caros) todos os dias a tiracolo, coloque tudo no seguro. E mantenha seus backups sempre em dia. Mesmo que só você use seu notebook, proteja os sofwares e informações importantes com senhas.

- No caso de PDAs e celulares, vale o mesmo para os backups. Não esqueça também de fazer backup de cartões de memória. E nunca salve informações cruciais, como dados bancários, no cartão de memória, a não ser que estejam protegidos com softwares tipo o eWallet, que encriptam tudo. Lembre-se que, ainda que seu PDA esteja travado para acesso, o cartão de memória pode ser lido em qualquer computador.

- Vai para a balada? Com certeza nessas horas você só precisará de celular para falar. Deixe seu supercelular em casa e leve um modelo estepe, daqueles bem baratinhos.

- E por fim, coloque alguns telefones importantes, como de seguros, da sua operadora de cartão de crédito e da sua operadora celular em outros lugares além do próprio PDA ou smartphone, de modo que seja fácil acessá-los quando você precisar cancelar sua linha ou cartão.

Se ser assaltado hoje em dia é algo que não se pode mais evitar totalmente, felizmente as dores de cabeça decorrentes desses fatos podem ser minimizadas.

Pesquise preços de: mochilas para notebook, PDA + teclado, carteiras para PDAs

Escrito por Bia Kunze às 06h42